Sobre o autor

Nasci no dia 28 de agosto de 2000, na cidade de João Pessoa-PB.

20150508174609Quando criança, meus passatempos preferidos eram ler o dicionário e jogar Super Mário [:D], o que me prendia por boas quatro horas em frente à tevê. Aos quatro anos de idade, sonhava em ter meu próprio dinossauro de estimação, de preferência, um T-rex [quem nunca, né?], além dos sonhos profissionais: professor, médico, ator, radialista, C.S.I., dono de um posto de gasolina — onde pudesse colocar toda a família para trabalhar, desde meus avós até meus primos recém-nascidos — e astronauta, para ficar de cabeça para baixo na Lua.

Além disso, desde que comecei a falar, sou conhecido na família por minhas frases nada filosóficas. A mais conhecida, sem dúvidas, é: “Oh, que vida essa minha, amada e sofrida!”. Sim, eu era uma criança dramática.

Louco por Mitologia Grega, gostava muito de escrever as histórias mais clássicas de acordo com o meu ponto de vista. Claro que isso não me impedia de trocar as asas de penas e cera feitas por Dédalo por asas-deltas, certo? Muito menos de fazer com que Ícaro sentisse tanta fome que comesse o material das suas asas. É, eu era meio idiota também.

Com nove anos de idade, como trabalho pedido pela professora de redação, escrevi minha primeira “obra-prima”: a imitação barata de um HQ, chamada “Pé na Bola, Galo na Cabeça” [nome escolhido por minha mãe]. Eu gostaria muito de dizer que a partir daí não parei de escrever e que hoje possuo pilhas e pilhas de manuscritos prontos para serem publicados, mas não foi isso que aconteceu. Foi em 2013 que senti vontade de ser escritor. Sem saber absolutamente nada sobre mercado editorial, comecei a fazer um manuscrito baseado num filme de terror. Resultado: não cheguei nem ao fim do primeiro capítulo. Um pouco mais tarde, no mesmo ano, resolvi escrever um livro de romance. Não terminei nem a primeira página. Mas foi em outubro daquele mesmo ano, quando eu tinha 13, que comecei a levar mais a sério a ideia de ser escritor. Passei cerca de uma semana anotando ideias para meu livro, e, então, comecei a escrevê-lo, mesmo que ele não tenha nada a ver com as ideias originais. Em maio de 2014, ainda com 13 anos, finalizei Mar Noturno, minha primeira obra.

Hoje, enfrento a dificuldade de ser um escritor viciado em leitura que luta por uma vaga na universidade. Ah! Sou Potterhead declarado. Vivo com meus pais, minha irmã caçula, uma poodle e um papagaio. Tenho a melhor família e os melhores amigos que alguém poderia ter, e sou muito grato a Deus e à Virgem Maria por isso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s